Pilar Ambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental

Em linha com a sua agenda ESG, o Banco ABC Brasil possui uma Política de Responsabilidade Sócio Ambiental na qual incidentes relacionados a danos socioambientais, violações a regras de direitos humanos e práticas ilegais são capturados no processo de análise de risco na concessão de crédito. Em resumo, o processo de análise acontece da seguinte forma:

  1. O escopo de avaliação de risco socioambiental na concessão de crédito ocorre sobre: i) Clientes Middle, Corporate e Large Corporate; ii) Operações de Project Finance; iii) Garantias Imobiliárias; e iv) Plano Empresário (Real Estate);
  2. Os clientes preenchem o questionário socioambiental enviado pelo Banco ABC Brasil e respondem eventuais questionamentos realizados pela área Comercial;
  3. A área de Crédito, como parte de uma análise mais ampla de cada cliente e operação, delibera especificamente sobre os aspectos socioambientais do cliente, contando com um suporte multidisciplinar de apoio das seguintes áreas: i) Risco Sócio Ambiental, que fornece suporte técnico para a área de Crédito em suas análises; ii) Compliance, que realiza pesquisas em fontes de informação que possam influenciar na pesquisa ESG; e iii) Jurídico, que é envolvida caso seja necessária suporte legal na análise;
  4. O resultado do trabalho é apresentado ao Comitê de Crédito na análise da operação, sendo inclusive atribuída uma classificação de risco socioambiental, baseada no setor de atuação do cliente, produto oferecido, entre outros; e
  5. Esta análise é atualizada, no mínimo, a cada 12 meses. Caso não haja risco em curso, o questionário é atualizado a cada 3 anos.

Os contratos de empréstimos, fianças e outras exposições de crédito também contemplam clausulas padrão que responsabilizam os tomadores de crédito e tornam-se motivo de vencimento antecipado se houver irregularidades socioambientais. A mencionada política ainda estabelece uma lista de exclusão, em que o Banco ABC Brasil não opera com empresas que adotam as seguintes práticas:

  • Produção ou comercialização de produtos ou atividades consideradas ilegais ou banidos nacional e internacionalmente;
  • Produção ou atividades que envolvam formas nocivas ou exploratórias de trabalho escravo ou infantil;
  • Comércio de animais/vegetais ameaçados de extinção;
  • Pesca predatória;
  • Jogos de azar;
  • Exploração sexual; e
  • Depredação do patrimônio cultural ou ambiental.

Adicionalmente, e com forte aderência ao Pilar Ambiental, está a utilização da ferramenta Agrotools de forma a efetuar o monitoramento de riscos morais, de desempenho, de crédito e reputacionais ligados ao agronegócio. Dessa forma, a carteira utilizada como lastro de captação é conferida em sua totalidade por meio desta funcionalidade, trazendo mais segurança às operações de um dos principais setores de atuação do Banco ABC Brasil.

Clique aqui para acessar a Política de Responsabilidade Socioambiental.


Impacto da Atividade

A sede do Banco ABC Brasil está localizada na cidade de São Paulo em um edifício com certificação LEED Gold, a qual atesta a adoção de práticas de construção sustentável. A Certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) é concedida pela Green Building Council e busca incentivar a adoção de práticas de construção sustentável ao atribuir classificações à edifícios verdes, que passam pelos seguintes níveis: Certificado, Silver, Gold e Platinum. Para receber a classificação, o edifício é avaliado levando em consideração questões como o uso racional de água, eficiência energética, seleção dos materiais da construção, qualidade ambiental interna e estratégias inovadoras.

Adicionalmente, e como parte dos esforços para minimizar os impactos ambientais de suas atividades, o Banco ABC Brasil criou um Grupo de Trabalho (GT) dedicado ao tema para explorar as oportunidades de melhorias relacionadas a emissão de gases de efeito estufa (GEE), geração e destinação de resíduos, otimização de recursos naturais e relação com fornecedores.