Estratégias e Vantagens Competitivas

Estratégias

O Banco ABC Brasil pretende expandir e consolidar seus negócios através das seguintes estratégias:

  • Manter o foco no segmento Corporate. O Banco ABC Brasil pretende manter o foco em seus negócios com empresas de médio-grande e grande porte, que representam hoje a maior parcela de sua carteira de crédito. O Banco espera continuar oferecendo aos seus clientes soluções sofisticadas e estruturadas sob medida para as suas necessidades.
  • Expandir a atuação no segmento de empresas médias. O relacionamento com empresas de médio porte representa uma importante oportunidade de crescimento para as atividades do Banco ABC Brasil, uma vez que nossa penetração na base de clientes deste segmento ainda é pouco representativa frente ao número de empresas deste porte no país. Atualmente temos escritórios para desenvolver relacionamento no segmento de empresas médias em 21 cidades, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil.
  • Aumentar a participação em operações de mercado de capitais e de fusões & aquisições. O Banco ABC Brasil pretende aproveitar o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro para expandir sua atuação nos segmentos de renda fixa e fusões e aquisições, aumentando o volume de produtos distribuídos e o número de operações em que atua.
  • Manter seus rígidos critérios e políticas conservadoras de gestão de risco. O Banco ABC Brasil entende que a gestão de risco é um processo que visa a criação e preservação de valor da instituição, propiciando a garantia de que eventos que possam afetá-lo sejam identificados e, de forma contínua, geridos de acordo com seu apetite de risco. Para tanto, mantém estruturas específicas para a gestão dos riscos operacional, de mercado, de crédito e de liquidez, que respondem a diversos níveis hierárquicos, até o Conselho de Administração. O banco ainda mantém monitoramento constante de sua estrutura de capital, mantendo-se num nível de capitalização adequado para continuar crescendo de forma sólida e consistente.
  • Atuação em Tesouraria. Além de ser responsável pela preservação do capital do banco, com a gestão do descasamento de ativos e passivos, e de dar apoio técnico às demais áreas do banco na estruturação e precificação de ativos, a Tesouraria também atua na gestão da carteira proprietária, contribuindo para a otimização do resultado do banco.

Vantagens Competitivas

As principais vantagens competitivas do Banco ABC Brasil para manter a expansão e consolidação de seus negócios são as seguintes:

  • Expertise na avaliação de riscos de crédito de empresas de médio a grande porte. A expertise na avaliação de risco de crédito constitui um dos fatores essenciais para o Banco conceder crédito de forma eficiente, com a minimização de riscos e ganhos de rentabilidade. A experiência do Banco ABC Brasil na área de crédito, adquirida ao longo de mais de 20 anos de atuação neste setor, resultou no desenvolvimento de um sistema que lhe permite conceder crédito de forma rentável, com uma ampla margem de segurança.
  • Foco nos segmentos em que atua, com customização de produtos e serviços. O Banco ABC Brasil mantém uma extensa linha de produtos direcionados a empresas de médio a grande porte, o que minimiza os riscos de seus negócios e fideliza ainda mais seus clientes. As atividades do Banco estão organizadas em três áreas principais: crédito, mercado de capitais e tesouraria. Seu portfólio diversificado de produtos inclui (i) empréstimos em moeda nacional e estrangeira; (ii) financiamento ao comércio exterior; (iii) estruturação de operações de mercado de capitais com produtos de renda fixa (estruturação de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios – FIDCs e coordenação de distribuições de debêntures e commercial papers); (iv) empréstimos sindicalizados; (v) repasses de linhas do BNDES; (vi) produtos de tesouraria (derivativos); e (vii) serviços bancários. O Banco busca entender as necessidades de seus clientes e desenvolver produtos e serviços sob medida para atendê-los.
  • Administração altamente qualificada e agilidade na tomada de decisões. Os membros do comitê executivo do Banco ABC Brasil tem longa experiência no mercado financeiro, e atuam em conjunto na gestão do Banco desde 1991. Além disso, o Banco conta com uma equipe altamente qualificada, com ampla autonomia, capaz de detectar e explorar oportunidades setoriais e conjunturais. Os diretores estatutários também são acionistas minoritários do Banco, de modo a manter seus interesses alinhados com o dos demais acionistas. A estrutura administrativa do Banco é composta por comitês especializados, que se reúnem frequentemente para deliberar, com agilidade e eficiência, a respeito das operações em que participa, oportunidades de negócios e estratégias de atuação.
  • Forte suporte de seu acionista controlador combinado com boas práticas de governança corporativa. O Banco ABC Brasil é um banco brasileiro, controlado pelo Arab Banking Corporation, um dos maiores bancos do Oriente Médio e Norte da África. O Arab Banking Corporation é um banco internacional com sede em Bahrain e presença, própria ou por meio de subsidiárias, em 18 países, com atuação voltada aos mercados internacionais. Trata-se de banco de capital aberto, que possui suas ações negociadas na Bolsa do Bahrain (Bahrain Stock Exchange – BSE). Sob o controle do Arab Banking Corporation, o Banco ABC Brasil se beneficia do suporte operacional e de crédito de seu controlador, obtendo acesso a uma diversidade maior de fontes de captação a taxas mais competitivas, tanto em relação a preços como também a prazos. O Banco ABC Brasil é comprometido com elevadas práticas de governança corporativa. É administrativamente independente em relação ao acionista controlador, reportando as operações e respeitando orientações de caráter geral por ele determinadas. Em caso de alienação de controle, os acionistas minoritários tem o direito de venda conjunta (tag along) com o recebimento de 100% do preço por ação a ser recebido pelo acionista controlador. Atualmente, dois dos sete membros do Conselho de Administração são Conselheiros Independentes. Além disso, há um comitê de risco subordinado ao Conselho de Administração, buscando, com isso, incrementar os mecanismos de controle e proporcionar mais transparência aos acionistas.